O Atlas Imperio do Brazil: uma ação pedagógica na construção de um Estado Nacional e de uma Nação

  • Jorge Luiz Barcellos da Silva Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Campus Guarulhos Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Departamento de Educação Professor Adjunto -

Resumo

Resumo

O objetivo desse texto é examinar como o Atlas Imperio do Brazil constituiu-se em uma ação pedagógica na construção identitária do Estado Nacional e da nação brasileira. Referenciado nos estudos de Lefebvre (1987), Dardel (2011) e Moreira (2004), refletimos sobre a premissa de que construção da identidade é também a construção de uma territorialidade. A essas preocupações somamos as colocações de Thissé (2014) a respeito de formações de identidades nacionais no século XIX. Consideramos as proposições de um conjunto de elementos simbólicos e materiais pelo Estado Imperial brasileiro, no sentido de difundir uma imagem do território e propor que todos os indivíduos, nas suas diferenças, fossem comuns à nação imaginada (Anderson, 2008). As interpretações de mapas foram efetivadas a partir de apreciações de Harley (2005), Jacob (1998), Wood (2012) e Black (2005). Os resultados encontrados evidenciam que a ordem tópica dos fenômenos representados foi levada em conta na construção do Estado Nacional e do sentimento de pertencimento da nação em formação.

Palavras-chave: Atlas, mapas, identidade, territorialidade.

 

Abstract

This paper examines how the Brazilian Empire Atlas had a pedagogical role in constructing the identity of the Brazilian National State and nation. Based on Lefebvre (1987), Dardel (2011) and Moreira (2004), we ponder the notion that identity-building also entails building a territoriality. The discussion includes Thissé’s (2014) observations on the formation of national identities in the 19th century. In that framework, we analyze how the Brazilian Imperial Government proposed a symbolic and material set designed to propagate a particular image of its territory and to imply that all of its different individuals were part of the imagined nation (Anderson, 2008). The maps are interpreted based on the findings of Harley (2005), Jacob (1998), Wood (2012) and Black (2005). The results show that the spatial organization of phenomena had its part in the construction of the National Estate and in fostering a feeling of belonging to the budding nation.

Keywords: Atlas, maps, identity, territoriality.

 

Résumé

Cet article examine comment l’Atlas Empire du Brésil s’est constitué en action pédagogique pour la construction identitaire de l’État National et de la nation brésilienne. On s’appuie sur les études de Lefebvre (1987), Dardel (2011) et Moreira (2004) pour réfléchir sur la prémisse que la construction de l’identité soit aussi la construction d’une territorialité. À ces préoccupations on ajoute celles de Thissé (2014) concernant les formations des identités nationales au XIXème. On considère que l’État Impérial brésilien proposa un ensemble d’éléments symboliques et matériaux, ayant pour but de diffuser une image du territoire et de proposer que tous les individus, dans ses différences, fussent communs à la nation imaginé (Anderson, 2008). Nôtres interprétations des cartes se font sur les considérations de Harley (2005), Jacob (1998), Wood (2012) et Black (2005). Pour les résultés, on trouve que l’ordre topique des phénomènes représentés fut considérée dans la construction de l’État National et du sentiment d’appartenance à la nation qui se formait.

Mots-clés: Atlas, cartes, identité, territorialité. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Luiz Barcellos da Silva, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Campus Guarulhos Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Departamento de Educação Professor Adjunto -

Departamento de Educação

Ensino de Geografia - Formação de professores

Publicado
26-02-2017
Como Citar
Barcellos da Silva, J. (2017). O Atlas Imperio do Brazil: uma ação pedagógica na construção de um Estado Nacional e de uma Nação. Ateliê Geográfico, 10(3), 47-72. https://doi.org/10.5216/ag.v10i3.36417
Seção
Artigos