O papel do vídeo turístico na produção do lugar como mercadoria: análise do discurso imagético como aporte metodológico nos estudos sobre as Geografias das Imagens

Autores

  • Fabianne Torres Oliveira da Silva UFES - universidade federal do espírito santo
  • Antônio Carlos Queiroz Filho Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v10i2.33935

Resumo

Resumo

Este artigo apresenta os resultados obtidos por meio de análises sobre a campanha publicitária da Secretaria de Turismo do Estado do Espírito Santo: “Descubra o Espírito Santo”, onde buscamos compreender o papel da produção e circulação de vídeos turísticos como uma dada “imaginação espacial” (MASSEY, 2000). Ao estudar esses aparatos de visualidade, procuramos compreender o papel que o discurso imagético exerce na relação lugar-mercadoria. A problemática que nos mobilizou trata da seguinte questão: que outras possibilidades espaciais nos restam quando temos o lugar sendo propagandeando exclusivamente em suas excentricidades e submetido à uma narrativa videográfica que mais se vale de uma estética padronizada das paisagens e experiências? A análise dessas “políticas visuais” (QUEIROZ FILHO, 2010) são apresentadas ao longo deste artigo e servem como aporte metodológico para outros trabalhos que busquem estudar a relação entre visualidade e espacialidade, cerne do contexto contemporâneo ao se pensar a produção do espaço. Portanto este trabalho é uma Geografia das Imagens.

Palavras-chave: Turismo, Imagem, Políticas Visuais, Imaginação espacial.

 

Abstract

This article presents the results obtained from the analysis of the advertising campaign of the Department of Tourism of the State of Espírito Santo: "Descubra o Espírito Santo", where we aim to understand the role of production and circulation of tourist videos as a given "spatial imagination" (MASSEY, 2000). By studying these apparatuses of visuality, we seek to understand the role that imagetic speech plays in place-merchandise relationship. The issue that mobilized us deals with the question: what other spatial possibilities are left to us when the place is being touting exclusively on his eccentricities and submitted to one videographic narrative that most relies on a standardized aesthetics of landscapes and experiences? The analysis of these "visual politics" (QUEIROZ FILHO, 2010) are presented throughout this article and serve as methodological support to other research works that seek to study the relationship between visuality and spatiality,  core of the contemporary context of thinking about Space production. So this work is a Geography of Images.

Keywords: Tourism, Image, Visual policies, spatial imagination.

 

Résumé

Cet article présente les résultats obtenus à partir de l'analyse de la campagne de publicité du Département de Tourisme de l'État de l'Espírito Santo: “Découvrez l'Espírito Santo”, qui vise à comprendre le rôle de la production et la circulation des vidéos touristiques comme une “imagination spatiale” donnée (MASSEY, 2000). En étudiant ces appareils de la visualité, nous cherchons à comprendre le rôle que le discours imagetic joue dans la relation lieu-marchandise. La problématique qui nous a mobilisé traite de la question: Quelles autres possibilités spatiales ont quitté quand le lieu est vantant exclusivement sur ses excentricités et soumis à un récit vidéographique qui repose plus sur une esthétique standardisés de paysages et d'expériences? L'analyse de ces “politiques visuels” (QUEIROZ FILHO, 2010) sont présentés dans cet article et servent de soutien méthodologique à d'autres œuvres qui cherchent à étudier la relation entre la visualité et la spatialité, le noyau du contexte contemporain en considérant la production de l'espace. Donc, ce travail est une géographie de les Images.

Mots-clés: Tourisme, Image, Politiques Visuels, Imagination Spatiale.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabianne Torres Oliveira da Silva, UFES - universidade federal do espírito santo

Mestra em geografia pela Universidade Federal do Espírito Santo, finalizada em 2014, e pesquisadora integrante do Grupo de Pesquisa RASURAS – Imaginação Espacial, Poéticas e Cultura Visual (UFES/CNPq). Atua e estuda temas da Geografia Humana Contemporânea, com ênfase em: pensamento espacial, política visual, cultura e narrativas da experiência. É  Professora efetiva de geografia do Estado do Espírito Santo. Possui graduação em Geografia - Licenciatura pela Universidade Federal de Sergipe (2005) e graduação em Geografia - Bacharelado pela Universidade Federal do Espírito Santo (2011) e especialização em Educação Ambiental pela Universidade Castelo Branco (2008).

Downloads

Publicado

2016-09-13

Como Citar

OLIVEIRA DA SILVA, F. T.; QUEIROZ FILHO, A. C. O papel do vídeo turístico na produção do lugar como mercadoria: análise do discurso imagético como aporte metodológico nos estudos sobre as Geografias das Imagens. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 10, n. 2, p. 143–163, 2016. DOI: 10.5216/ag.v10i2.33935. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/atelie/article/view/33935. Acesso em: 18 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos