Inclusão socioespacial de pessoas com deficiência: espaços de morar do Programa “Minha Casa Minha Vida” na cidade de Ponta Grossa-PR - DOI 10.5216/ag.v7i2.22062

  • Anna Paula Lombardi UEPG - Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Cicilian Luiza Löwen Sahr UEPG - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA UFPR - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

Resumo

Resumo

Esse artigo apresenta uma reflexão a respeito dos espaços de morar de pessoas com deficiência. Toma-se como referência a inclusão destes no Programa “Minha Casa Minha Vida”. A análise se dá a partir das experiências de implantação do programa no espaço urbano de Ponta Grossa-PR. Aprofunda-se esta por meio de coleta de dados junto aos “sujeitos” de pesquisa, moradores dos dois primeiros conjuntos habitacionais do programa implantados na cidade. Conclui-se que a mudança para a casa adaptada proporciona maior qualidade de vida, todavia, dada a situação de precariedade de infraestrutura (equipamentos e serviços) dos conjuntos e sua localização periférica, assiste-se a uma ampliação na exclusão socioespacial destes.

Palavras-chave: Pessoas com deficiência; Espaço de morar; Inclusão socioespacial; Ponta Grossa-PR

 

Abstract

The article seeks to provide a reflection on the living spaces of persons with disabilities. An  emphasis is given to those people who are supported by the government program called Minha Casa, Minha Vida, which literally means “My House, My Life”. The analysis is based on experiences of the program’s implementation in the city of Ponta Grossa, Paraná, Brasil. The analysis is made with data collected with the “research subjects”, specifically the individuals who are living in the first two housing areas implemented in the city by the program. As a conclusion, it is acknowledged that the move of the disabled people to adapted houses improves the quality of life, despite the appalling structural situation (equipments and services) of the program’s housing areas and its peripheral location; it is observed an increase of the socio-spatial exclusion of these disabled people.

Keywords: Persons with disabilities. Living space. Socio-spatial inclusion.

Ponta Grossa. Paraná.

 

Resumen

El presente artículo muestra una reflexión de los espacios de vivienda en los que habitan personas con deficiencia. Se toma como referencia el programa brasileño de vivienda “Minha Casa Minha Vida” (= “Mi Casa mi Vida”). El análisis se da a partir de experiencias en la implementación del programa en lo espacio urbano de Ponta Grossa-Paraná. La investigación profundiza en la recolección de datos con las personas que viven en los dos primeros conjuntos habitacionales del programa implementado en la ciudad.  Se concluye que el cambio a una casa acondicionada proporciona mejor calidad de vida para las personas, pero, dada la situación precaria de la infraestructura (en equipamiento y servicios) y su localización periférica se tiene una ampliación de la exclusión social.

Palabras clave: Personas con deficiencia; Espacio de vivienda; Inclusión socio espacial; Ponta Grossa-Paraná.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Paula Lombardi, UEPG - Universidade Estadual de Ponta Grossa
Geografa, Mestranda em Gestão do Território pelo Programa de Pós Graduação em Geografia da UEPG
Cicilian Luiza Löwen Sahr, UEPG - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA UFPR - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

Bacharel e Licenciada em Geografia pela UEPG, Mestre em Organização do Espaço pela UNESP-RC, Doutora em Geografia Humana pela Universität Tübingen (Alemanhã), 1o. Pós-doutorado em Heidelberg, 2o. Pos-doutorado em Leipzig.

Professora dos PPGG da UEPG e UFPR

Publicado
26-08-2013
Como Citar
Lombardi, A. P., & Löwen Sahr, C. (2013). Inclusão socioespacial de pessoas com deficiência: espaços de morar do Programa “Minha Casa Minha Vida” na cidade de Ponta Grossa-PR - DOI 10.5216/ag.v7i2.22062. Ateliê Geográfico, 7(2), 233-256. https://doi.org/10.5216/ag.v7i2.22062
Seção
Artigos