Análise bioclimática e vulnerabilidade social urbana em áreas verdes públicas de Aracaju, Sergipe - DOI 10.5216/ag.v8i3.19588

Autores

  • Douglas Vieira Gois UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
  • Miguel Luiz Ferreira Guimarães de Figueiredo UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
  • Rosemeri Melo e Souza UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v8i3.19588

Resumo

Resumo

O presente estudo objetiva realizar uma análise bioclimática das áreas verdes urbanas da cidade de Aracaju, avaliando a percepção da população sobre os benefícios propiciados pela arborização, assim como as condições de vulnerabilidade social urbana no município supracitado. Para alcançar tal finalidade, realizou-se revisão bibliográfica, análise quali-quantitativa da arborização, aplicação de entrevista semiestruturada, além da coleta de dados secundários. Existem correlações entre os distintos níveis de vulnerabilidade social e as classes com menores níveis de renda que são provavelmente as mais expostas aos perigos associados ao clima, os quais podem ser ocasionados também pela falta e/ou escassez da arborização no meio urbano.

Palavras - chave: análise bioclimática; vulnerabilidade social urbana; áreas verdes; percepção ambiental.

 

Abstract

The current study aims to provide a bioclimatic analysis of urban green areas of the city of Aracaju, evaluating the perception of the people about the benefits gained by the afforestation, such as the urban social vulnerability of the city. In order to reach this aim, a literature review, a quantity and quality analysis of afforestation, application of semi-structured interview, in addition to the second data gathering were done. There are co-relations among the distinct levels of social vulnerability and the classes with lower income levels which are probably the most exposed to the harms associated to the climate, which can also be caused by the lack and/or dearth of afforestation in urban areas.

Keywords: bioclimatic analysis; urban social vulnerability; green areas; environmental perception.

 

Resumen

El presente estudio tiene como objetivo el análisis bioclimático de las áreas verdes urbanas de la ciudad de Aracaju, la evaluación de las percepciones del público acerca de los beneficios que proporcionan los árboles, así como las condiciones de vulnerabilidad social urbana en la ciudad mencionada. Para lograr este propósito, se llevó a cabo una revisión de la literatura, el análisis cualitativo y cuantitativo de la plantación de árboles, aplicación de entrevista semi-estructurada, así como el uso de datos secundarios. Hay correlaciones entre los diferentes niveles de vulnerabilidad y las clases sociales con menores niveles de ingreso que probablemente son los más expuestos a los peligros asociados con el clima, que pueden ser causados ??por la falta y/o la escasez de árboles en zonas urbanas.

Palabras clave: análisis bioclimático; vulnerabilidad social urbana; zonas verdes; percepción ambiental.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas Vieira Gois, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Graduando em Geografia Licenciatura pela Universidade Federal de Sergipe.Bolsista de Iniciação Científica(PIBIC/CNPq). Membro pesquisador do Grupo de Pesquisa em Geoecologia e Planejamento Territorial (GEOPLAN/CNPq/UFS). Realiza pesquisa em Geografia, com ênfase em Biogeografia/Fitogeografia Aplicada. Atuando principalmente nos seguintes temas: Clima Urbano; Bioclimatologia;Fitoindicação; Arborização Urbana; Qualidade Ambiental Urbana e Ordenamento Territorial.

Miguel Luiz Ferreira Guimarães de Figueiredo, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Graduando em Geografia Licenciatura pela Universidade Federal de Sergipe. Membro pesquisador do Grupo de Pesquisa em Geoecologia e Planejamento Territorial (GEOPLAN/CNPq/UFS).

Rosemeri Melo e Souza, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. Professora Associada doDepartamento de Geografia da UFS. Pós-Doutora em Geografia Física (Biogeografia) pela The University of Queensland, Austrália. Doutora em Desenvolvimento Sustentável (UnB), com estágio de doutoramento em Geografia Física e Ordenamento Territorial na Universidde de Lisboa, Portugal. É Membro da ASCI, Membro do Conselho Científico e Pesquisadora FAPITEC(SE), Avaliadora Externa (FFLCH/USP) e Membro do Conselho Editorial da Editora da UFS (EDUFS/SE) e Editora Horizonte (SP). Orienta pesquisas tanto na graduação quanto, como membro permanente, nos Programas de Pós-Graduação em Geografia (NPGEO) e em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA) da UFS, do qual foi coordenadora (2005-2008). Lidera o Grupo de Pesquisas em Geoecologia e Planejamento Territorial (GEOPLAN/CNPq). Atua em Geografia Física/Biogeografia, principalmente nos temas: Fitoindicação e Mudanças Ambientais, Monitoramento Socioambiental e Políticas Territoriais, Paisagem e Sustentabilidade(s).

Downloads

Publicado

2014-05-19

Como Citar

GOIS, D. V.; GUIMARÃES DE FIGUEIREDO, M. L. F.; E SOUZA, R. M. Análise bioclimática e vulnerabilidade social urbana em áreas verdes públicas de Aracaju, Sergipe - DOI 10.5216/ag.v8i3.19588. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 8, n. 3, p. 22–49, 2014. DOI: 10.5216/ag.v8i3.19588. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/atelie/article/view/19588. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos