Territórios de quilombolas: pelos vãos e serras dos Kalunga de Goiás - patrimônio e biodiversidade de sujeitos do Cerrado - DOI 10.5216/ag.v4i1.16682

  • Maria Geralda de Almeida UFG

Resumo

Neste estudo tem-se a preocupação em discutir os territórios e territorialidades de uma comunidade de quilombolas transformada em sítio de patrimônio histórico e cultural no Nordeste Goiano. As relações entre os territórios e patrimônio constituem um dos focos principais, por se tratar de um espaço, no qual as territorialidades do Kalunga têm outros contextos que interferem em sua dinâmica como os conflitos pelo uso das terras distinto daqueles tradicionais e o turismo, ambos gradativamente presentes afetando a biodiversidade. A existência e a resistência do território dos Kalunga implicam em formular hipóteses explicativas que considerem sua relação com a terra e as identidades territoriais, e, também, buscar interpretar as territorialidades em curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
26-12-2011
Como Citar
de Almeida, M. (2011). Territórios de quilombolas: pelos vãos e serras dos Kalunga de Goiás - patrimônio e biodiversidade de sujeitos do Cerrado - DOI 10.5216/ag.v4i1.16682. Ateliê Geográfico, 4(1), 36-63. https://doi.org/10.5216/ag.v4i1.16682
Seção
Artigos