Agroecologia, saberes locais e Geografia Cultural: representações simbólicas do território da Educação do Campo geografizadas pela proposta educacional da Casa Familiar Rural de Pe. Haruo Sasaki no município de Sapopema (PR) - DOI 10.5216/ag.v5i2.15514

  • Daniela Janaína Pereira Miranda IST –SOCIESC
  • Salete Kozel Teixeira UFPR

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar os princípios da Agroecologia entrelaçados ao discurso da Geografia Cultural, e, assim, evidenciar o valor da identidade campesina, ressaltando a herança cultural como um conjunto de símbolos e significados, que através do território da Educação do Campo, esses traços vão geografizando as espacialidades e as espacializações que caracterizam a proposta educacional da Casa Familiar Rural Pe. Haruo Sasaki no município de Sapopema – PR; esse lugar é apresentado como um campo de trocas simbólicas, onde os aspectos sociais, políticos, culturais, econômicos e educacionais, bem como, ambientais, são instrumentos internalizados através do saber-fazer, tendo como ponto referencial, os saberes locais trazidos pelos jovens e de seus familiares, que junto dos educadores fazem da proposta da Pedagogia da Alternância e da Agroecologia um arcabouço de teorias e práticas que resgatam e conceituam particularidades de uma realidade vivida, estando essa, embasadas em uma abordagem de interação educacional e cultural, onde são valorizadas e representadas a essência e a intencionalidade do sujeito do campo enquanto cidadão, que procura romper com os velhos paradigmas, de que o campo é lugar de atraso.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
29-08-2011
Como Citar
Miranda, D. J., & Teixeira, S. (2011). Agroecologia, saberes locais e Geografia Cultural: representações simbólicas do território da Educação do Campo geografizadas pela proposta educacional da Casa Familiar Rural de Pe. Haruo Sasaki no município de Sapopema (PR) - DOI 10.5216/ag.v5i2.15514. Ateliê Geográfico, 5(2), 68-87. https://doi.org/10.5216/ag.v5i2.15514
Seção
Artigos