Action painting, happening e performance art: da ação como fator significante à ação como obra nas artes visuais - DOI 10.5216/vis.v8i2.18278

Fernando Cesar Ribeiro

Resumo


A ação foi inserida como elemento significante nas artes visuais pela action painting, expressa por meio do trabalho de artistas como Jackson Pollock e também pelo trabalho teórico de Harold Rosenberg. Mediante a filosofia da ação de Paul Ricoeur, focada principalmente na rede conceitual ação, uma análise precisa da compreensão da ação permitirá um estudo específico desta nas artes visuais. Nesse sentido, são investigados três momentos: a action painting, como inserção da ação na obra de arte; a ação com intenção de acontecimento natural, no happening; e a ação como obra, na performance art

Palavras-chave: Action painting, happening, performance art

 

 

 

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5216/vis.v8i2.18278 ';



Direitos autorais



 

Logotipo do IBICT

 

Crossref

 

 



FACULDADE DE ARTES VISUAIS/UFG
Secretaria de Pós-Graduação

Avenida Esperança, s/n
Câmpus Samambaia (Câmpus II)
CEP: 74690-900

Telefone: (62) 3521-1442
www.fav.ufg.br/culturavisual

 

 

Licença Creative Commons


A revista Visualidades está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.