ACHILLEA MILLEFOLLIUM – ASTERACEAE: ESTUDO FITOQUÍMICO, ESPECTROFOTOMÉTRICO E DA ATIVIDADE ANTIFÚNGICA (COLLETOTRICHUM MUSAE)

  • Rodrigo Peres
  • Suzana Moraes
  • Camilo Carvalho
  • Paulo Nascimento
  • Leandro Carvalho
  • Marcelo Silva
  • Pabulo Rampelotto
  • Marcelo Rosa
Palavras-chave: Achillea millefolium, antifúngica, espectrofotometria

Resumo

A Achillea millefolium (Asteraceae) é conhecida na medicina popular como mil-folhas, mil-em-rama, erva-de-carpinteiro e salvação-do-mundo. Suas aplicações fitoterápicas se devem as suas ações anti-inflamatória, antibacteriana, anti-hemorrágica, antidiarréica, antioxidante, antiedematosa e cicatrizante. Neste trabalho, uma prospecção fitoquímica, assim como um estudo da atividade antifúngica envolvendo Colletotrichum musae e uma abordagem espectrofotométrica no estudo da extração da A. millefolium usando solventes de diferentes polaridades foram realizadas. Os resultados da prospecção fitoquímica revelaram a presença de flavonóides, taninos e cumarinas. A atividade antifúngica foi evidenciada frente ao patógeno Colletotrichum musae, onde cerca de 55% de seu crescimento foi inibido usando-se o extrato etanólico da A. millefolium. Um estudo espectrofotométrico envolvendo o perfil espectral de extração com solventes de diferentes polaridades, assim como a hidrólise do extrato aquoso e a otimização da extração via carvão ativado e utrassonicação são apresentados. 10.5216/ref.v6i3.7654

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
06-10-2009
Como Citar
Peres, R., Moraes, S., Carvalho, C., Nascimento, P., Carvalho, L., Silva, M., Rampelotto, P., & Rosa, M. (2009). ACHILLEA MILLEFOLLIUM – ASTERACEAE: ESTUDO FITOQUÍMICO, ESPECTROFOTOMÉTRICO E DA ATIVIDADE ANTIFÚNGICA (COLLETOTRICHUM MUSAE). Revista Eletrônica De Farmácia, 6(3). https://doi.org/10.5216/ref.v6i3.7654
Seção
Artigos Originais