INTEROBSERVER VARIABILITY OF CERVICAL SMEARS BY RESCREENING IN SMALL LABORATORIES OF PARANÁ AND SANTA CATARINA, BRAZIL

  • Ana Paula Weinfurter Lima
  • Jaqueline Plewka
  • Jorge Nunes Basso
  • Julia Araújo Torres
  • Lelia Maria Philipi
  • Domenic Cicchetti
  • Aguinaldo José Nascimento
  • Maria Suely Soares Leonart
Palavras-chave: variações dependentes do observador, esfregaço vaginal, controle de qualidade

Resumo

A neoplasia cervical constitui um problema de saúde pública em âmbito mundial, estimando-se que seja a terceira mais comum na população feminina. Na realização do exame de Papanicolaou, principal instrumento para a detecção de anormalidades epiteliais, deve-se buscar formas de reduzir as variações, através do aprofundamento e uniformização de critérios morfológicos e da constante revisão de lâminas. Este trabalho visou estudar a variação interobservadores na avaliação citológica de material cervical para a interpretação de lesões pré-neoplásicas e neoplásicas, com a participação de citologistas de laboratórios de pequeno porte nos Estados do Paraná e Santa Catarina. Para tanto, foram avaliados 46 esfregaços de citologia cérvico-vaginal por 4 observadores, em estudo cego, de acordo com seus procedimentos rotineiros. Os resultados foram comparados com um consenso obtido por 2 citologistas experimentados, de acordo com os critérios morfológicos preconizados pelo Sistema Bethesda 2001 para citologia cérvico-vaginal. Um número maior de lâminas foi observado para as classificações NILM, LSIL e HSIL. As percentagens globais de concordância foram NILM, 93,7%; ASC, 15,0%; LSIL, 32,5%, e HSIL, 50,0%. Em todos os pares, as correlações para os resultados dos citologistas foram estatisticamente significativas (p < 0,05). Porém, houve maior concordância dos citologistas participantes entre si do que em relação ao consenso, mostrando uma tendência a subestimação das anormalidades epiteliais. Os resultados obtidos neste trabalho indicam uma boa concordância entre os citologistas, mas sugerem que há necessidade de se uniformizar os critérios morfológicos empregados em diferentes laboratórios, no sentido de reduzir a variabilidade e, desta forma, os índices de falsos resultados em citologia cérvico-vaginal. 10.5216/ref.v6i3.7650

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
06-10-2009
Como Citar
Lima, A. P. W., Plewka, J., Basso, J. N., Torres, J. A., Philipi, L. M., Cicchetti, D., Nascimento, A. J., & Leonart, M. S. S. (2009). INTEROBSERVER VARIABILITY OF CERVICAL SMEARS BY RESCREENING IN SMALL LABORATORIES OF PARANÁ AND SANTA CATARINA, BRAZIL. Revista Eletrônica De Farmácia, 6(3). https://doi.org/10.5216/ref.v6i3.7650
Seção
Artigos Originais