CONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO DE ANTICONCEPÇÃO DE EMERGÊNCIA POR JOVENS NO BRASIL: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

  • Emília Vitória da Silva Universidade de Brasília - Faculdade de Ceilândia. Unidade de Ensino e Docência Endereço: Centro Metropolitano, conjunto A, lote 1 — Ceilândia Sul Cep: 72220-900 - Brasília-DF http://orcid.org/0000-0003-0664-0554
  • Marta Soares Porto Universidade de Brasília - Faculdade de Ceilândia. Unidade de Ensino e Docência Endereço: Centro Metropolitano, conjunto A, lote 1 — Ceilândia Sul Cep: 72220-900 - Brasília-DF
  • Camila Alves Areda Universidade de Brasília - Faculdade de Ceilândia. Unidade de Ensino e Docência Endereço: Centro Metropolitano, conjunto A, lote 1 — Ceilândia Sul Cep: 72220-900 - Brasília-DF
  • Micheline Marie M A Meiners Universidade de Brasília - Hospital Universitário de Brasília. SGAN, Quadra 605, Avenida L2 Norte, Asa Norte - Brasília , DF - Brasil - 70840-050
  • Dayani Galato Universidade de Brasília - Faculdade de Ceilândia. Unidade de Ensino e Docência Endereço: Centro Metropolitano, conjunto A, lote 1 — Ceilândia Sul Cep: 72220-900 - Brasília-DF
Palavras-chave: anticoncepção pós-coito, gravidez não planejada, inquéritos epidemiológicos, Brasil

Resumo

A pílula de anticoncepção de emergência (PAE) é um método seguro e eficaz de prevenção da gravidez não planejada e possui indicação após relação sexual desprotegida. O público jovem representa parcela importante de usuários desse método contraceptivo. Investigar o nível de conhecimento, acesso e utilização da PAE é fator fundamental para nortear políticas públicas que favoreçam o bom uso desse medicamento. Este trabalho teve como objetivo realizar revisão integrativa da literatura de estudos descritivos transversais, com aplicação de questionário, que relatam a utilização e conhecimento acerca da PAE por jovens, no Brasil. Para isso, foram levantados todos os artigos indexados nas bases de dados Lilacs, SciELO e Pubmed até o dia 30 de junho de 2015, por meio dos descritores “emergency contraception”, “emergency contraception and Brazil” e “emergency contraceptive and Brazil”. Dos artigos recuperados, foram excluídos aqueles que não se enquadraram aos critérios estabelecidos, sendo selecionados nove estudos, dos quais foram extraídas informações relativas à publicação e seus principais resultados. A análise dos estudos mostra 64% ou mais dos entrevistados tem conhecimento da PAE, adquiridos notadamente por meio de amigos. Entre 20 a 50% dos entrevistados afirmaram já ter utilizado esta alternativa anticoncepcional. Entretanto, isto, de forma isolada, não é garantia de seu uso racional, reforçando a ideia de utilizar os dados aqui sumarizados para nortear campanhas educativas dirigidas a esse público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emília Vitória da Silva, Universidade de Brasília - Faculdade de Ceilândia. Unidade de Ensino e Docência Endereço: Centro Metropolitano, conjunto A, lote 1 — Ceilândia Sul Cep: 72220-900 - Brasília-DF
Farmacêutica, mestre e doutora em Ciências da Saúde, professora do curso de farmácia, da Faculdade de Ceilãndia, da Universidade de Brasília. Especialista em Informação sobre Medicamentos.
Marta Soares Porto, Universidade de Brasília - Faculdade de Ceilândia. Unidade de Ensino e Docência Endereço: Centro Metropolitano, conjunto A, lote 1 — Ceilândia Sul Cep: 72220-900 - Brasília-DF
Aluna egressa da Faculdade de Ceilândia, UnB.
Publicado
25-03-2019
Como Citar
da Silva, E. V., Porto, M. S., Areda, C. A., Meiners, M. M. M. A., & Galato, D. (2019). CONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO DE ANTICONCEPÇÃO DE EMERGÊNCIA POR JOVENS NO BRASIL: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA. Revista Eletrônica De Farmácia, 16(E). https://doi.org/10.5216/ref.v16i0.45007
Seção
Educação em Saúde