Vocabulário político e maçonaria na revolução pernambucana de 1817 DOI10.5216/o.v10i1.9519

Autores

  • Breno Gontijo Andrade Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v10i1.9519

Palavras-chave:

Revolução Pernambucana, Vocabulário Político, Maçonaria

Resumo

O presente artigo busca entender o vocabulário político utilizado pelos participantes da Revolução 1817, principalmente os termos “pátria”, “país” e “nação”. Demonstra a manobra política dos revolucionários ao utilizar o termo “pátria” para incorporar os portugueses habitantes de Pernambuco, que antes eram tratados como inimigos. Concomitantemente, evidencia a estreita ligação entre a maçonaria e a revolução de 1817, e seus empréstimos ideológicos para os termos estudados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Breno Gontijo Andrade, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Graduação em História pela UFMG; Mestrando na linha de História e Culturas Políticas pela UFMG

Downloads

Publicado

03-09-2010

Como Citar

Andrade, B. G. (2010). Vocabulário político e maçonaria na revolução pernambucana de 1817 DOI10.5216/o.v10i1.9519. OPSIS, 10(1), 169–186. https://doi.org/10.5216/o.v10i1.9519