Da sincronia à diacronia: Os “Três Tempos” da “História Total” de Braudel a partir de um diálogo com Levi-Strauss DOI10.5216/o.v9i12.9442

Autores

  • José Eustáquio Ribeiro Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v9i12.9442

Resumo

Esse artigo tem por objetivo fazer uma discussão a respeito do conceito teórico de “três tempos de história” criado e vastamente empregado pelo historiador francês Fernand Braudel. Para tanto o estudo procura recuperar o diálogo polêmico estabelecido com o antropólogo Claude Levis-Strauss. Palavras-Chave:Teoria da História; Historiografia; Fernand Braudel; História e Antropologia; Historiografia Francesa

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Eustáquio Ribeiro, Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Professor Assistente I do Curso de História do Campus de Catalão da Universidade Federal de Goiás. Graduado em História pela mesma universidade e mestre em História Social pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Franca

Downloads

Publicado

01-04-2010

Como Citar

Ribeiro, J. E. (2010). Da sincronia à diacronia: Os “Três Tempos” da “História Total” de Braudel a partir de um diálogo com Levi-Strauss DOI10.5216/o.v9i12.9442. OPSIS, 9(12), 97–115. https://doi.org/10.5216/o.v9i12.9442