Denúncias sociais e corrupção na obra Agosto de Rubem Fonseca DOI10.5216/o.v9i12.9438

Autores

  • Christiane de Sousa Viana

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v9i12.9438

Resumo

A presente pesquisa apresenta a análise da representação de Rubem Fonseca acerca dos últimos 24 dias do governo Getúlio Vargas em 1954, no romance Agosto, publicado em 1990. O artigo procura apresentar como a Literatura pode ser utilizada como documento histórico, revelando vários aspectos da sociedade de uma época, como o autor pensa essa sociedade sobre a escreve, como foi afetado por ela e seu posicionamento frente aos problemas por ela enfrentados. Palavras-chave: História, Literatura, Representação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Christiane de Sousa Viana

Graduada em História pela UFG/ Catalão. Tem desenvolvido pesquisas nas áreas de História cultural e Política, no curso de Especialização em História: História, Cultura e Poder, pela UFG/ Catalão

Downloads

Publicado

01-04-2010

Como Citar

Viana, C. de S. (2010). Denúncias sociais e corrupção na obra Agosto de Rubem Fonseca DOI10.5216/o.v9i12.9438. OPSIS, 9(12), 44–61. https://doi.org/10.5216/o.v9i12.9438

Edição

Seção

Dossiê Cultura e representação