A diplomacia e a história do reino (Portugal, século XV)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v18i1.47379

Palavras-chave:

Portugal, Dinastia de Avis, Diplomacia, Memória

Resumo

Tendo em vista a importância da dinastia de Avis na construção e na reestruturação da história do reino de Portugal, o presente estudo propõe discutir como a diplomacia e, especialmente, as cerimônias da diplomacia, atuaram na promoção da história do reino durante o século XV. Para tal, concentra-se a reflexão no Diário de viagem do embaixador Nicolau Lanckman de Valckenstein, sobre o casamento de D. Leonor, na narrativa Viaje a España, sobre a viagem de Jorge de Ehingen aos reinos ibéricos, e na Oratio Oboedientiae ao papa, em 1485, de Vasco Fernandes de Lucena. Procura-se demonstrar que através da diplomacia se apresentava ao estrangeiro a história do reino de Portugal associada à providência divina e à luta contra o infiel, marcas da memória quatrocentista promovida pela dinastia de Avis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas Mota Xavier de Lima, Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA)

Professor Adjunto da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), campus Santarém, na área de História Antiga e Medieval. Doutor (2016) e Mestre (2012) em História pelo PPGH-UFF. Bacharel e Licenciado em História (2009) pela UFF. Coordenador do Vivarium - Laboratório de Estudos da Antiguidade e do Medievo/Núcleo Norte e membro do Scriptorium - Laboratório de Estudos Medievais e ibéricos da UFF.

Referências

Fontes

Leonor de Portugal, Imperatriz da Alemanha. Diário de viagem do embaixador Nicolau Lanckman de Valckenstein. Edição do texto latino e tradução de Aires do Nascimento. Colaboração de Maria João Branco e Maria de Lurdes Rosa. Lisboa: Edições Cosmos, 1992.

NASCIMENTO, Aires Augusto. Livro de Arautos (De Ministerio Armorum). Lisboa: 1977.

PINA, Rui de. Chronica de El- Rei D. Affonso V. Escriptorio, Lisboa: Rutgers University Libraries, 3 Vols., 1901.

____________. Chronica de El-Rey D. João II. In: Collecção de Livros Ineditos de História Portugueza dos reinados de D. João I, D. Duarte, D. Affonso V e D. João II. Publicados por José Corrêa da Serra. Lisboa: Academia Real das Sciencias de Lisboa, Tomo II, 1792.

Viaje de Jorge de Ehingen. In: Libros de Antaño,VIII: Viajes por España de Jorge de Einghen, del Baron Leon de Rosmithal de Blatna, de Francisco Guicciardini y de Andrés Navajero. Tradução do latim por António María Fabié. Madrid: Librería de los Bibliófilos, 1879, p.1-46. Disponível em: https://archive.org/details/viajesporespaa00fabiuoft

Bibliografia

ALMEIDA, Justino Mendes de. A diplomacia portuguesa no período áureo dos descobrimentos. As orações obedienciais (de obedientia) ao papa. In: A Diplomacia na História de Portugal. Actas do Colóquio. Lisboa: Academia Portuguesa de História, 1990, pp.59-77.

AMARAL, Clínio de Oliveira. O culto ao infante Santo e o projeto político de Avis (1438-1481). Niterói: Universidade Federal Fluminense, Tese de doutorado, 2008.

CURTO, Diogo Ramada. A cultura política. In: MAGALHÃES, Joaquim Romero. No Alvorecer da Modernidade. História de Portugal, vol.3, direção de José Mattoso. Lisboa: Estampa, 1997.

FONSECA, Luís Adão da. D. João II. Lisboa: Círculo de Leitores, 2011.

GRINBERG, Martine. Fête. In: GAUVARD, Claude, LIBERA, Alain de & ZINK, Michel. Dictionnaire du Moyen Âge. Paris: Quadrige/PUF, 3ª ed. 2009, p.525-526.

JACQUOT, Jean. La fête princière. In: Histoire des Spectacles. Encyclopédie de la Pléiade. Paris: Gallimard, 1965.

LADERO QUESADA, Miguel Ángel. Las fiestas en la cultura medieval. Barcelona: Areté, 2004

MORENO, Humberto Carlos Baquero. A Batalha de Alfarrobeira. Antecedentes e significado histórico. Coimbra: Universidade de Coimbra, 1979, volume II.

NASCIMENTO, Aires A. Milagre de Ourique. In: Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa. Organização e coordenação de Giulia Lanciani e Giuseppe Tavani. Lisboa: Editora Caminho, 2ª edição, 1993, p.458.

PAVIOT, Jacques. Vasco Fernandes de Lucena. In: Arquivos do Centro Cultural Calouste Gulbenkian, Vol. 39, 2000, p. 87-96.

PÉQUIGNOT, Stéphane. Au nom du Roi. Pratique diplomatique et pouvoir durant le règne de Jacques II d’Aragon (1291-1327). Madrid: Casa de Velázquez, 2009.

PEREIRA, Belmiro Fernandes. As Orações de Obediência de Aquiles Estaço. Coimbra: Instituto Nacional de Investigação Científica, Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra, 1991.

QUELLER, Donald E. The Office of Ambassador in the Middle Ages. Princeton: Princeton University Press, 1967.

RUIZ, Teófilo F. Fiestas, Torneos y Símbolos de realeza en la Castilla del siglo XV. Las fiestas de Valladolid de 1428. In: RUCQUOI, Adeline (Coord.). Realidad e Imagenes del poder. España a fines de la Edad Media. Valladolid: Ambito ediciones, 1988.

VIVO, Filippo de. Information and Communication in Venice: rethinking Early Modern Politcs. Oxford: Oxford University Press, 2007.

Downloads

Publicado

09-05-2018

Como Citar

Lima, D. M. X. de. (2018). A diplomacia e a história do reino (Portugal, século XV). OPSIS, 18(1), 81–97. https://doi.org/10.5216/o.v18i1.47379

Edição

Seção

Dossiê: Os Usos da Memória: Representações do Passado nas Fontes Medievais