Os deslocamentos epistêmicos trazidos pelas Leis 10.639/2003 e 11.645/2008: possibilidades de subversão à colonialidade do currículo escolar

Autores

  • Eugenia Portela Siqueira Marques Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Valeria Aparecida Mendonça de Oliveira Calderoni Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v16i2.37081

Palavras-chave:

Educação, Relações étnico-raciais, Descolonialidade curricular.

Resumo

Este artigo apresenta algumas reflexões sobre as tensões referentes à educação brasileira com respeito à inclusão da História e da Cultura Afro-Brasileira e Indígena no currículo escolar. Ancora-se nas perspectivas teóricas pós-coloniais e nas mudanças trazidas pelas leis n.º 10.639/2003 e n.º 11.645/2008, que possibilitaram um deslocamento epistêmico e questionaram a lógica hegemônica de uma cultura comum, de base ocidental e eurocêntrica, que subjugou, silenciou e inviabilizou outras lógicas e outros saberes. Identifica o Movimento Negro Brasileiro como o protagonista de um projeto educativo emancipatório, no contexto das lutas e pressões para a implementação de políticas educacionais voltadas para a superação do racismo e da desigualdade racial e a subversão epistêmica da formação docente. Discute os resultados finais de uma pesquisa realizada em escolas públicas no Estado de Mato Grosso do Sul e os desafios epistemológicos enfrentados para a educação das relações étnico-raciais com outros paradigmas de se pensara diferença cultural e a desconstrução dos processos coloniais e relações de poder e saber vigentes nos currículos escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eugenia Portela Siqueira Marques, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Doutora em Educação pela UFSCAR. Estágio de Pós-doutoramento em andamento pela UFPR. Atualmente professora do Programa de pós-graduação da Faculdade de Educação Educação pela linha de Diversidade e Inclusão.

Valeria Aparecida Mendonça de Oliveira Calderoni, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Doutoranda em Educação

Downloads

Publicado

04-11-2016

Como Citar

Siqueira Marques, E. P., & Mendonça de Oliveira Calderoni, V. A. (2016). Os deslocamentos epistêmicos trazidos pelas Leis 10.639/2003 e 11.645/2008: possibilidades de subversão à colonialidade do currículo escolar. OPSIS, 16(2), 299–315. https://doi.org/10.5216/o.v16i2.37081

Edição

Seção

Dossiê Descolonizar as Ciências Humanas: campos de pesquisas, desafios analíticos e resistências Parte 2