A justiça sob a ótica do invisível ou a “fala” da injustiça em Graciliano Ramos

Autores

  • João Paulo Ayub Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v16i1.36046

Palavras-chave:

Graciliano Ramos, violência, justiça, representação, experiência.

Resumo

Este trabalho procura identificar o modo como a linguagem poética é capaz de traduzir e dar sentido a uma experiência esmagada pela violência. Levando-se em conta a contribuição dos estudos culturais e da hermenêutica filosófica para o entendimento da relação entre a linguagem e a violência, pretende-se identificar no livro autobiográfico Infância, de Graciliano Ramos, um espaço de emergência de vozes silenciadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Ayub, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Graduado em Ciências Sociais e Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Downloads

Publicado

23-08-2016

Como Citar

Ayub, J. P. (2016). A justiça sob a ótica do invisível ou a “fala” da injustiça em Graciliano Ramos. OPSIS, 16(1), 171–181. https://doi.org/10.5216/o.v16i1.36046

Edição

Seção

Dossiê Descolonizar as Ciências Humanas: campos de pesquisas, desafios analíticos e resistências Parte 1