O perfil da elite dirigente goiana na primeira metade do século XIX

Autores

  • Martha Victor Vieira Colegiado de História da Universidade Federal do Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v16i2.35867

Palavras-chave:

Província de Goiás. Poder Político. Trajetória. Elites.

Resumo

Este artigo analisa o perfil da elite goiana que possuía poder político na primeira metade do século XIX. Para fazer essa análise, tomarei como amostragem a trajetória de seis indivíduos que prestaram serviços ao Governo Imperial e contribuíram para a administração da província de Goiás. Os critérios de diferenciação que conferiram notabilidade e reconhecimento público a esses indivíduos foram: o poder aquisitivo, o exercício de cargo público, a patente militar, a habilidade letrada e as funções religiosas. A trajetória dessas elites demonstra que, apesar dos enfrentamentos entre as facções dominantes, ocorridos na época da Independência e no início do Período Regencial, havia um conjunto de experiências e expectativas comuns que norteavam as ações políticas dos dirigentes goianos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Martha Victor Vieira, Colegiado de História da Universidade Federal do Tocantins

Doutora em História pelo IFCS/UFRJ e Professora do Colegiado de História da Universidade Federal do Tocantins - Campus de Araguaína

Downloads

Publicado

04-11-2016

Como Citar

Vieira, M. V. (2016). O perfil da elite dirigente goiana na primeira metade do século XIX. OPSIS, 16(2), 445–460. https://doi.org/10.5216/o.v16i2.35867