As análises de Henri Pirenne sobre os desenvolvimentos feudais e urbanos e sua recepção crítica na historiografia DOI10.5216/o.v15i1.31265

Autores

  • José D'Assunção Barros Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, RJ

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v15i1.31265

Resumo

Este artigo pretende analisar e discorrer sobre as clássicas teses do historiador belga Henry Pirenne sobre a formação e declínio da Idade Média, o desenvolvimento das cidades neste período e a reintensificação do comércio de longa distância, examinando em seguida todo o debate que se estabeleceu nas décadas seguintes em contraposição a algumas das propostas pirennianas para a compreensão do período medieval

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José D'Assunção Barros, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, RJ

José D’Assunção Barros é Historiador e Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Atua como professor adjunto da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), na qual desenvolve pesquisas na área de História Cultural. No Ensino de História, tem se especializado nas áreas de Metodologia, Teoria e Historiografia, História Cultural e História Política, e tem escrito livros e artigos relacionados a estes campos. Entre suas obras mais recentes destacam-se os livros O Campo da História (Petrópolis: Vozes, 2004), O Projeto de Pesquisa em História (Petrópolis: Vozes, 2005), Cidade e História (Petrópolis: Vozes, 2007) e A Construção Social da Cor (Petrópolis: Vozes, 2007).

O currículo completo pode ser examinado em:

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4775874Y6&tipo=completo

Downloads

Publicado

25-09-2015

Como Citar

Barros, J. D. (2015). As análises de Henri Pirenne sobre os desenvolvimentos feudais e urbanos e sua recepção crítica na historiografia DOI10.5216/o.v15i1.31265. OPSIS, 15(1), 271–287. https://doi.org/10.5216/o.v15i1.31265