O Conselho de Segurança Nacional no governo Jk e a defesa do continente latino-americano: conexões internacionais no combate ao comunismo DOI10.5216/o.v14iespecial.30644

Autores

  • Nilo Dias Oliveira Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, (PUC-SP), São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v14iEspecial.30644

Palavras-chave:

Guerra Fria, Conselho de Segurança Nacional, Serviços de Inteligência

Resumo

O artigo tem como objetivo evidenciar como os preceitos da Guerra Fria encabeçada pela política externa estadunidense para a América Latina influenciaram os Serviços de Inteligência no Brasil capitaneados pelo Conselho de Segurança Nacional. A documentação do CSN no decorrer de 1959, aqui apresentada, demonstra a total vigilância ao continente latino Americano, pois percorrem diversos países, pessoas, entidades de classe, personalidades, como se fosse uma extensão de nossa polícia política interna, na mesma proporção, no mesmo modus operandi.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilo Dias Oliveira, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, (PUC-SP), São Paulo, SP

Professor Doutor em História Social pela PUC-SP. Integrante do Centro de Estudos de História Latino-Americana – CEHAL, do Núcleo de Estudos de História: trabalho, ideologia e poder – NEHTIP, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e do GT "Direitas, História e Memória" na seção São Paulo da Associação Nacional de História (ANPUH). Email: nilodiasoliveira@gmail.com

Downloads

Publicado

16-03-2015

Como Citar

Oliveira, N. D. (2015). O Conselho de Segurança Nacional no governo Jk e a defesa do continente latino-americano: conexões internacionais no combate ao comunismo DOI10.5216/o.v14iespecial.30644. OPSIS, 14(Especial), 287–304. https://doi.org/10.5216/o.v14iEspecial.30644

Edição

Seção

Dossiê América Latina no contexto da Guerra Fria