O trabalho como signo de hombridade e base para a construção da masculinidade em Caxias na ótica do jornal Cruzeiro, durante o governo Dutra (1946-1950) DOI10.5216/o.v14i2.22995

Autores

  • Jakson Santos Ribeiro Universidade Federal do Maranhão
  • Maria Izabel Barboza de Morais Oliveira Universidade Federal do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v14i2.22995

Palavras-chave:

Governo Dutra – desenvolvimento – Caxias – trabalho – masculinidade

Resumo

Pretendemos analisar os discursos produzidos pelo jornal Cruzeiro a respeito do trabalho como elemento definidor da masculinidade do homem caxiense, na cidade de Caxias (MA) durante a segunda metade da década de 1940. Buscaremos compreender esses discursos que visavam formatar, fabricar um padrão masculino, conforme o ideal de desenvolvimento desejado no Brasil durante o governo de Eurico Gaspar Dutra (1946-1950). Analisaremos a questão da democracia social por meio da união entre o trabalho e o capital almejada pelos articulistas do jornal Cruzeiro. Analisaremos os discursos do jornal para tentar perceber o sentido de ser homem construído a partir de ideias como “o trabalho dignifica o homem”. Buscaremos compreender as estreitas relações entre os discursos dos articulistas do jornal Cruzeiro com os interesses do Estado e da Igreja Católica durante o governo do presidente Dutra. As fontes analisadas serão as edições do jornal Cruzeiro concebidas na segunda metade da década de 1940. Como referencial teórico-metodológico, seguiremos os caminhos trilhados por Foucault, Certeau e Bourdieu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jakson Santos Ribeiro, Universidade Federal do Maranhão

Mestrando em História Social no Programa de Pós Graduação em História da Universidade Federal do Maranhão. Professor do curso de História na Universidade Estadual do Maranhão.

Maria Izabel Barboza de Morais Oliveira, Universidade Federal do Maranhão

Mestrado em História Social na UFF, doutorado em História Cultural na UnB. Professora adjunta de História Moderna no Departamento de História da Universidade Federal do Maranhão. Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em História da mesma instituição.

Downloads

Publicado

17-10-2014

Como Citar

Ribeiro, J. S., & Barboza de Morais Oliveira, M. I. (2014). O trabalho como signo de hombridade e base para a construção da masculinidade em Caxias na ótica do jornal Cruzeiro, durante o governo Dutra (1946-1950) DOI10.5216/o.v14i2.22995. OPSIS, 14(2), 396–417. https://doi.org/10.5216/o.v14i2.22995