Risco, trabalho e masculinidade. Um estudo sobre os trabalhadores do setor elétrico DOI 10.5216/o.v13i2.22089

Autores

  • Julice Salvagni Programa de Pós-Graduação em Sociologia - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v13i2.22089

Palavras-chave:

Trabalho, Risco, Masculinidade, Subjetivação, Mecanismos de defesa,

Resumo

Este estudo é parte de uma dissertação de mestrado (2011) que abordou aspectos referentes ao risco de trabalho no setor elétrico. Neste artigo, dá-se ênfase a uma análise sobre as noções de subjetivação da masculinidade que perpassam a realidade de trabalho dos eletricitários e que estão diretamente relacionadas ao entendimento de risco de acidentes. Para além do risco de acidentes físicos, compreende-se que os riscos se constituem na esfera do invisível (fatores sócio-psicológicos). Destacam-se elementos de ordem subjetiva que constituem a relação dos trabalhadores com as noções de tempo, para ser possível abordar a concepção do risco. As falas dos trabalhadores são postas em diálogo com autores como Dejours, Giddens e Bourdieu. O texto traz elementos descritivos que possibilitam elucidar as relações entre trabalho e masculinidade no setor elétrico a ser um inimigo indissociável do risco. Palavras-chave: Trabalho; Risco; Masculinidade; Subjetivação; Mecanismos de defesa;

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julice Salvagni, Programa de Pós-Graduação em Sociologia - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS

Doutoranda em Sociologia (UFRGS) Mestre em Ciências Sociais (UNISINOS) Especialista em Gestão Empreendedora (FTEC) Psicóloga (UNISINOS)

Downloads

Publicado

16-02-2014

Como Citar

Salvagni, J. (2014). Risco, trabalho e masculinidade. Um estudo sobre os trabalhadores do setor elétrico DOI 10.5216/o.v13i2.22089. OPSIS, 13(2), 15–35. https://doi.org/10.5216/o.v13i2.22089

Edição

Seção

Dossiê Masculinidades