Memórias sobre a ditadura civil-militar: discutindo o colaboracionismo DOI 10.5216/o.v12i2.18352

Autores

  • Eduardo dos Santos Chaves Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v12i2.18352

Palavras-chave:

Ditadura civil-militar – Memórias - Colaboracionismo

Resumo

A proposta deste trabalho visa analisar o apoio à ditadura brasileira a partir da coleção de entrevistas intitulada “1964 - 31 de março: o movimento revolucionário e sua história”, produzida e publicada pelo Exército, entre os anos de 2003 e 2004. Pretende-se verificar, com o exame dessas narrativas, que a ditadura não foi somente apoiada e legitimada no decorrer dos seus 21 anos. Quarenta anos depois ela permanece sendo “louvada” por aqueles que estiveram ao seu lado. Longe do constrangimento e dispostos a falar positivamente do regime, a maioria dos relatos da coleção permanecem firmes em defender os princípios que eles acreditaram ser legítimos entre 1964 e 1985.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo dos Santos Chaves, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Realizou sua graduação e mestrado pela UNISINOS. Hoje é aluno do curso de doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com o projeto de pesquisa sobre a ARENA no Rio Grande do Sul. Sua área de interesse são os regimes autoritários do século XX, especialmente a ditadura ditadura civil-militar brasileira.

Downloads

Publicado

20-12-2012

Como Citar

Chaves, E. dos S. (2012). Memórias sobre a ditadura civil-militar: discutindo o colaboracionismo DOI 10.5216/o.v12i2.18352. OPSIS, 12(2), 125–150. https://doi.org/10.5216/o.v12i2.18352

Edição

Seção

Dossiê História Política do Brasil: historiografia, história e memória