Mito, História, Memória e Ação: bandeirantismo e usos do passado no pensamento de Alfredo Ellis Jr. DOI 10.5216/o.v12i1.15169

Autores

  • Diogo da Silva Roiz UEMS

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v12i1.15169

Palavras-chave:

Intelectuais paulistas, Bandeirantismo, Década de 1930, Alfredo Ellis Jr.

Resumo

O objetivo principal deste artigo é estudar a trajetória intelectual de Alfredo Ellis Jr, entre 1930 e 1937, inquirindo como apreendeu as discussões sobre a “a revolução de 1930”, “de 1932” e o “golpe de 1937”. Durante esse período esteve na Assembléia Legislativa do estado de São Paulo, como deputado estadual, foi ao combate na “Revolução Constitucionalista de 1932”, exerceu o ofício de professor de história e voltou para a Assembléia Constituinte de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diogo da Silva Roiz, UEMS

Doutorando em História pela UFPR, bolsista do CNPq. Mestre em História pela UNESP. Professor da UEMS. E-mail: diogosr@yahoo.com.br.

Downloads

Publicado

02-12-2012

Como Citar

Roiz, D. da S. (2012). Mito, História, Memória e Ação: bandeirantismo e usos do passado no pensamento de Alfredo Ellis Jr. DOI 10.5216/o.v12i1.15169. OPSIS, 12(1), 107–128. https://doi.org/10.5216/o.v12i1.15169

Edição

Seção

Dossiê História política e relações de poder