Os filhos pagam pelos pais: (in)fiéis vassalos e outros termos utilizados na devassa sobre a suposta conspiração dos Suassuna de 1801 DOI 10.5216/o.v11i2.14175

Autores

  • Breno Gontijo Andrade Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v11i2.14175

Palavras-chave:

Conspiração dos Suassuna, vassalagem, vocabulário político, pátria, Pernambuco 1801.

Resumo

Inicialmente, o artigo faz uma breve descrição do que foi a suposta conspiração dos Suassuna de 1801 e, posteriormente, parte para a análise dos depoimentos de mais de 80 testemunhas. Nenhum depoimento comprova a conspiração, mas os depoentes citam diversos rumores, ora favoráveis, ora contrários aos irmãos Suassuna. O ponto em comum desses rumores é a defesa da ideia de (in)fidelidade ao soberano. São analisados outros termos que aparecem na devassa e se referem à ideia de vassalagem que se fazia no início do XIX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Breno Gontijo Andrade, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Graduado em História pela UFMG Mestrando em História e Culturas Políticas pela UFMG

Downloads

Publicado

31-12-2011

Como Citar

Andrade, B. G. (2011). Os filhos pagam pelos pais: (in)fiéis vassalos e outros termos utilizados na devassa sobre a suposta conspiração dos Suassuna de 1801 DOI 10.5216/o.v11i2.14175. OPSIS, 11(2), 239–252. https://doi.org/10.5216/o.v11i2.14175