“Que as minorias não sejam espezinhadas em seus direitos”: igualdade religiosa em debate na imprensa cearense nas décadas de 1920 e 1930 DOI 10.5216/o.v11i2.13469

Autores

  • Marcos José Diniz Silva Universidade Estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v11i2.13469

Palavras-chave:

Espiritismo, Maçonaria, Teosofia, Igreja Católica

Resumo

O artigo trata dos debates e confrontos ocorridos entre adeptos da maçonaria, do espiritismo e da teosofia com o clero católico cearense, registrados na imprensa local, tendo como foco central a liberdade de pensamento e a igualdade religiosa. Explicitam-se aqui as proposituras de grupos espiritualistas minoritários e emergentes no panorama religioso brasileiro em meio à secularização do Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos José Diniz Silva, Universidade Estadual do Ceará

Professor do Curso de História da Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central - FECLESC/ UECE. Graduado em História. Doutor em Sociologia (UFC). Autor de: No Compasso do Progresso: a Maçonaria e os trabalhadores cearenses. Fortaleza:Expressão Gráfica/NUDOC-UFC, 2007. Coleção Mundos do Trabalho. Trabalha com história das idéias, movimentos sociais, maçonaria e religião.

Downloads

Publicado

31-12-2011

Como Citar

Silva, M. J. D. (2011). “Que as minorias não sejam espezinhadas em seus direitos”: igualdade religiosa em debate na imprensa cearense nas décadas de 1920 e 1930 DOI 10.5216/o.v11i2.13469. OPSIS, 11(2), 219–238. https://doi.org/10.5216/o.v11i2.13469