Sed si non essent tecta, quid facerent laquearia picta? Hugo peccator, os Templários e a função da militia na casa de Deus DOI10.5216/o.v9i13.10129

Autores

  • Bruno Tadeu Salles

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v9i13.10129

Palavras-chave:

Hugo Peccator, templários, cruzadas, cavalaria

Resumo

Propomos, através deste texto, realizar algumas observações e análises sobre a carta de Hugo Peccator aos cavaleiros de Cristo, atribuída ao primeiro mestre da Ordem do Templo, Hugo de Payns. Sustentamos que este é um documento muito importante para examinar a construção da identidade dos cavaleiros templários durante o século XII.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Tadeu Salles

Mestre em História Medieval pela Universidade Federal de Minas Gerais e atualmente doutorando da mesma instituição. Desenvolve pesquisas sobre a cavalaria e a Ordem dos templários no âmbito de suas relações com os poderes secular e eclesiástico – email: letemplier2003@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

2010-06-08

Como Citar

SALLES, B. T. Sed si non essent tecta, quid facerent laquearia picta? Hugo peccator, os Templários e a função da militia na casa de Deus DOI10.5216/o.v9i13.10129. OPSIS, Goiânia, v. 9, n. 13, p. 176–190, 2010. DOI: 10.5216/o.v9i13.10129. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/Opsis/article/view/10129. Acesso em: 18 maio. 2022.