TRIPANOSSOMÍASE EM BOVINOS NO MUNICÍPIO DE FORMOSO DO ARAGUAIA, TOCANTINS (relato de caso)

Guido Fontgalland Coelho Linhares, Francisco de Carvalho Dias Filho, Paula Rogério Fernandes, Sabrina Castilho Duarte

Resumo


A tripanossomíase bovina por Trypanosoma vivax foi registrada pela primeira vez no Brasil por SHAW & LAINSON, em 1972, no Pará. Recentemente, tem sido reportada em várias regiões do Pantanal Mato-Grossense. O presente trabalho teve como objetivo relatar, pela primeira vez, a ocorrência de T. vivax no Estado do Tocantins, em um rebanho composto de 250 animais da raça Brahman, recém-introduzido em uma propriedade no município de Formoso do Araguaia, procedente de São Paulo. Esc olheram- se ao acaso nove animais que apresentavam sinais de debilidade para a execução de exames clínicos detalhados e colheita de sangue para preparo de esfregaços sangüíneos e determinação do hematócrito. Entre os animais examinados observaram-see emagrecimento, edema de barbela, febre e palidez de mucosa. O exame microscópico revelou parasitemias elevadas por T. vivax em amostras de três animais, cujos hematócritos apresentavam valores entre 15% e 20%. O histórico do rebanho, o ecossistema da região e os resultados dos exames clínicos e laboratoriais confirmaram a ocorrência de um surto de tripanossomíase por T. vivax em um rebanho no Estado do Tocantins.
PALAVRAS-CHAVE: Epidemiologia, Trypanosoma vivax, Tocantins, tripanossomíase bovina.

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Logotipo do IBICT


Visitantes: contador de visitas