COMPARAÇÃO ENTRE A TEMPERATURA RETAL E A TEMPERATURA DA MEMBRANA TIMPÂNICA EM GATOS (Felis catus) NORMOTÉRMICOS

Vanner Boere, Giovana Adorni Mazzotti

Resumo


O termômetro timpânico veterinário de raios infravermelhos é uma alternativa prática para a mensuração da temperatura corporal, mas pouco tem sido explorado para verificar sua equivalência com a temperatura retal utilizando-se um termômetro clínico de haste. Compararam-se a temperatura timpânica e a temperatura retal em 41 gatos normotérmicos. Dados da temperatura e da umidade do ambiente foram coletados para pareamento com os dados térmicos dos animais. A temperatura retal foi mais elevada que as temperaturas timpânicas de ambos os ouvidos, que por sua vez não diferiram. Não houve correlação entre as temperaturas corporais mensuradas, e fatores microclimáticos parecem não estar associados à variação da temperatura retal ou timpânica. A não equivalência entre as temperaturas das membranas timpânicas e do reto pode ser devida às características anatômicas e fisiológicas dessas regiões corporais. Apesar do custo mais elevado, o termômetro timpânico parece ser mais vantajoso na clínica com gatos domésticos, por ser mais prático e mais rápido.

PALAVRAS-CHAVES: Felis catus, temperatura retal, temperatura timpânica, termômetro.


Palavras-chave


temperatura retal; temperatura timpânica; Felis catus; termômetro

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Logotipo do IBICT


Visitantes: contador de visitas