Estrutura silábica e nasalização em Akwe)-Xerente

Daniele Marcelle Grannier

Resumo


A língua Akwe-Xerente apresenta estruturas silábicas fonéticas de alta
complexidade e numerosos processos como apagamento de vogais e vogais
epentéticas, o que torna difícil definir as formas subjacentes das palavras. A
análise acústica e a análise fonológica nos quadros da teoria autossegmental
e da teoria da geometria de traços permitem estabelecer alguns princípios que
conduzem à identificação dos tipos de sílaba fonológicos possíveis, bem como
dos processos fonológicos encontrados na língua.

Texto completo: PDF

Creative Commons License

 

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br

Visitantes: contador de visitas

Indexações e Bases Bibliográficas

 

Apoio:

PROAPUPEC UFG

Associado a: