AS NARRATIVAS SOBRE A SURDEZ: ABORDAGENS E PROPOSTAS EDUCACIONAIS PARA SURDOS

Dulcéria dos Tartuci

Resumo


A educação de surdos, desde seu princípio, teve a língua(gem) como questão central e, a partir daí, esse tema acabou por ocupar o espaço de todas a discussões, o que tornou a própria história da educação dos surdos quase uma réplica da história das diferentes abordagens da aquisição da língua para esses sujeitos, levando a aquisição de conhecimentos a ser um apêndice da primeira. Daí não ser possível compreender as questões educacionais sem compreender as concepções de aprendizagem da língua que motivaram toda a educação e escolarização dos surdos. Nos discursos e práticas sobre a surdez e a educação dos sujeitos surdos, ressalta-se o debate: língua de sinais e língua majoritária (oral e escrita) e, apesar de diferentes motivações, o norte é a interação, comunicação, enfim, a inclusão escolar e social. Portanto, as discussões são tecidas a partir das diferentes abordagens educacionais, suas motivações, o debate língua de sinais e língua majoritária, o desenvolvimento cognitivo e lingüístico e suas repercussões na formação da pessoa.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Revista Poíesis Pedagógica - Revista do PPGEDUC - Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão - Programa de Pós-Graduação em Educação - Catalão-GO. ISSN: 2178-4442