SISTEMAS DE CONDUÇÃO NA PRODUÇÃO DE FOLHAS DE Ora-pro-nobis

Mauro Brasil Dias Tofanelli, Sueilo Gouvea Resende

Resumo


O cultivo de plantas que seja de fácil execução e baixo custo, para produção de alimentos, pode ser uma forma interessante de se oferecer alimentação de qualidade e em quantidade à população. Porém, a cadeia produtiva nem sempre prossegue, devido, dentre muitos fatores, à carência de informações técnico-científicas sobre estes vegetais. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de três sistemas de condução sobre a produção de folhas, na cultura de Ora-pro-nobis (Pereskia aculeata Mill.). Para isto, desenvolveu-se experimento na Universidade Estadual de Goiás, em Mineiros (GO). Em agosto de 2006, realizou-se o plantio de mudas formadas a partir de estacas, em espaçamento de 3 m x 3 m. As plantas foram conduzidas em três sistemas (tratamentos): não apoiado - crescimento livre; espaldeira em cordão bilateral no 1º fio; e espaldeira em cordão bilateral no 2º fio. O delineamento experimental adotado foi o em blocos casualizados, com sete repetições e cinco plantas por repetição. Observou-se que o Ora-pro-nobis conduzido sem apoio tende a apresentar resultados mais promissores.


Palavras-chave


Pereskia aculeata Mill.; espaldeira; qualidade de folhas.

Texto completo: PDF



Licença Creative Commons

Pesquisa Agropecuária Tropical está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br/index.php/pat/about/submissions#onlineSubmissions.

Esta publicação é financiada pelo Programa de Apoio às Publicações Periódicas da UFG (PROAPUPEC)

Visitantes: contador de visitas
Logotipo do IBICT