INTER-RELAÇÕES ENTRE FONOAUDIOLOGIA E CANTO

Simone Rattay Andrade, Denise Ren da Fontoura e Carla Aparecida Cielo

Resumo


O objetivo deste artigo é fazer uma revisão bilbliográfica a fim de auxiliar cantores, regentes corais, preparadores vocais e fonoaudiólogos na prevenção dos distúrbios vocais. Por meio de uma revisão da literatura sobre fonoaudiologia e canto, são enfocadas as diferenças existentes entre voz falada e cantada, além da importância da realização de técnicas como o aquecimento e desaquecimento vocais na prevenção de patologias adquiridas pelo uso incorreto da voz. Sabe-se que as causas de alterações fonatórias podem ser variadas. Porém, no caso dos cantores, o uso incorreto da voz é o principal fator desencadeante de tais problemas. Assim, o conhecimento da inter-relação entre ciência e arte torna-se essencial para desenvolver todas as potencialidades do canto. Para os cantores, a saúde vocal é a chave que conduz à longevidade da voz.


Palavras-chave: Voz cantada; Qualidade da voz, Fonoaudiologia.

Texto completo: PDF HTML

Logotipo do IBICT
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br
Visitantes: contador de visitas