Câncer de mama: da descoberta à recorrência da doença

Luana de Sousa Pinho, Antonia do Carmo Soares Campos, Ana Fátima Carvalho Fernandes, Sâmya Aguiar Lobo

Resumo


Estudo exploratório e descritivo que objetivou compreender o sentimento da mulher mastectomizada desde o diagnóstico até a possibilidade da recorrência do câncer de mama, desenvolvido com 15 mulheres com as idades compreendidas entre 30 a 75 anos, participantes do Grupo de Auto-ajuda, Ensino, Pesquisa e Assistência à Mulher Mastectomizada da Universidade Federal do Ceará. Os dados foram coletados entre os meses de agosto e setembro/2004, mediante entrevista semi-estruturada. Dos dados analisados identificamos as seguintes categorias: a descoberta do câncer e a realização da mastectomia, a expectativa de cura diante do câncer, convivendo com o temor da recorrência e a significação do grupo de auto-ajuda em suas vidas. Constatamos que o diagnóstico do câncer de mama se apresenta como algo irreal em suas vidas, se constituindo em doença letal e assustadora, trazendo surpresa, medo e desespero. O grupo de auto-ajuda surge como apoio, onde essas mulheres  interagem, trocam e compartilham experiências,  tornando-se mais conscientes, superando juntas o temor da recorrência do câncer de mama.

Palavras-chave


Câncer de mama; Mastectomia; Recorrência; Saúde da mulher; Cuidados de enfermagem.

Texto completo: PDF


Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.

Logotipo do Ibict