Histórico contraceptivo de adolescentes grávidas e seus sentimentos quanto a gravidez e ao futuro profissional

Érica Michaelle Alves de Oliveira, Escolástica Rejane Ferreira Moura, Patrícia Neyva da Costa Pinheiro, Kylvia Gardênia Torres Eduardo

Resumo


O presente estudo teve por objetivos identificar o método anticoncepcional usado por adolescentes grávidas prévio à gestação atual, os motivos de sua interrupção e verificar os sentimentos destas com relação à gravidez, ao futuro recém-nascido e sua profissionalização. Tratou-se de pesquisa descritivo-exploratória. Os dados foram coletados por meio de entrevista. Participaram 24 adolescentes no decurso do terceiro trimestre de gestação que realizavam acompanhamento pré-natal em maternidade pública de referência de Fortaleza-CE, em novembro de 2006. Vinte e uma (87,5%) utilizavam método anticoncepcional anterior à gravidez atual, sendo motivos de abandono: desejo de engravidar, não acreditar que a gravidez aconteceria consigo, dificuldade de acesso ao método, esquecimento na tomada, recusa do parceiro e efeitos colaterais. A gravidez suscitou sentimentos de indiferença; surpresa, medo e felicidade; e felicidade. Expressaram sentimentos de amor para com o bebê, bem como de preocupação quanto a este nascer saudável. Manifestaram desejo de continuar os estudos, fazer uma Faculdade e trabalhar.

Palavras chave: Gravidez na adolescência, anticoncepção, planejamento familiar.


Palavras-chave


Gravidez na adolescência, anticoncepção, planejamento familiar.

Texto completo: Sem título


Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.

Logotipo do Ibict