Genograma e ecomapa: desenhando itinerários terapêuticos de família em condição crônica

Cleciene dos Anjos Musquim, Laura Filomena Santos de Araújo, Roseny Bellato, Janderléia Valéria Dolina

Resumo


RESUMO

O presente estudo teve como objetivo discutir a proposição de desenho interativo para as ferramentas de genograma e ecomapa que pudesse representar, ao longo do tempo, o modo como uma família vivencia o adoecimento crônico concomitante em dois de seus membros. Utilizamos a História de Vida Focal como estratégia metodológica para compor os desenhos como parte do Itinerário Terapêutico da família. Estas ferramentas propostas como desenhos interativos foram capazes de sistematizar, sintetizar e conferir visibilidade aos rearranjos familiares e redes para o cuidado tecidas ao longo da experiência de adoecimento. Embora ainda demonstrem limitações quando apresentados de modo impresso, tais desenhos ampliam a capacidade de expressar as diferentes espacialidades e temporalidades dessa experiência, bem como avaliar suportes e recursos existentes para que a família possa cuidar ou buscar o cuidado profissional, possibilitando que possamos pensar novas práticas de atenção em saúde e, nelas, as intervenções de enfermagem.

Descritores: Relações Familiares; Apoio Social; Doença Crônica; Desenhos; Enfermagem.

Palavras-chave


Relações Familiares; Apoio Social; Doença Crônica; Desenhos; Enfermagem

Texto completo: PDF


Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.

Logotipo do Ibict