A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DO MEIO NA PRÁTICA DE ENSINO EM GEOGRAFIA FÍSICA

Míriam Aparecida Bueno

Resumo


 

Durante muito tempo, em nossa formação e, posteriormente, como professores, convivemos com as críticas aos conteúdos ditos de Geografia Física e os conteúdos ditos de Geografia Humana. Criticava-se o ensino descritivo e fragmentado, apoiado na memorização de nomes e lugares, desconsiderando o processo de ordem natural e social da Geografia. Felizmente hoje encaminhamos a discussão num outro sentido: como trabalhar conteúdos relacionados à natureza e sua importância para o homem? Foi a partir dessa reflexão que, com a disciplina Prática de Ensino em Geografia Física, no curso de Licenciatura da ASMEC/Ouro Fino-MG, por mim ministrada, optei pelo Estudo do Meio como instrumento metodológico para trabalhar na construção dos conceitos geográficos referentes à compreensão da natureza, nesta ciência, reconhecidos como Geografia Física. Entendendo que o aluno não deve ser um sujeito passivo no ensino, limitando-se a adquirir conhecimentos teóricos sem sequer compreendê-los no todo e acreditando que este deve trabalhar extraindo hipóteses e criando sua própria estrutura mental, o trabalho de campo atua como um fio condutor na construção de conhecimentos. Basicamente, justifica-se ao mostrar a importância da integração de saberes propiciados pelas disciplinas escolares para a compreensão/leitura de um mesmo tema, subsidiando na construção do conhecimento.


Texto completo: PDF

Endereço:

UFG – Universida de Federal de Goiás - Instituto de Estudos Sócio-Ambientais – IESA Campus II, Conjunto Itatiaia, Caixa Postal 131, Goiânia- Goiás- Brasil.

Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons.Permissions beyond the scope of this license may be available at: http://www.revistas.ufg.br

Indexações e Bases Bibliográficas

Apoio:

PROAPUPEC UFG

Associado a: